Livros e livres

(para todes)

#euleionua

Bem-vindes à Editora Nua. Somos uma equipe de sete mulheres, que trabalham com autorxs brasileirxs, cujas propostas literárias fujam do que se entende por literatura comercial.

Desde seu lançamento, na Casa Fantástica (FLIP 2018), nossa curadoria se dedica a ficção, não ficção, poesia e dramaturgia criada a partir dos lugares de fala da negritude, de LGBTQIA+, da divergência física, da neurodivergência e do ativismo.

São outras histórias - apagadas, mas tão presentes -, livres da imposição do cânone, em que palavras vêm cruas, papos são retos, vozes permanecem vivas e todo ato é resistência cênica.

 
 

autorxs

Juca Xavier.

@jucaxavier3.0

 

Juca é uma pessoa trans. Atua como Cartomante, desenvolvendo um trabalho com Baralho Cigano. Parte de seus estudos envolve questões de gênero e misticismo, magia e oráculos. É apaixonado por literatura, sempre gostou de escrever e, recentemente, começou a se reconectar com seu lado artístico.

É autor de #transvivo, publicado pela #palavracrua.

fulô.

@verbofulo

fulô, pseudônimo de Rosy Nascimento, escreve desde que se entende por gente, evidenciando nos seus textos a vivência de mulher negra e de pessoa com sofrimento psíquico. Publicou dois fanzines autorais lançados de forma independente: Vômitos Dos Meus Excessos (2016) e Soul Cactos (2017). Participa colaborativamente das antologias poéticas CidadElas (2017) e Blackout (2018). Potiguar, 22 anos, estuda audiovisual na Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN e resiste em sua cidade Natal, produzindo material literário e em audiovisual voltados para a negritude.

É autora de Desvio, publicado pela #outrahistoria.

Jéssica Ferreira.

@jessi.sf

 

Jéssica Ferreira é escritora, dramaturga em formação pela Escola Livre de Teatro e estudante de Políticas Públicas na Universidade Federal do ABC. Das diásporas diárias, durante seus 22 anos, Santo André é cenário e maré que deságua seu início artístico no Sarau Empretecer, movimento o qual articula. É um dos oris potentes que compõe experiências do Narrativa Ori. Sua escrevivência poética tem como cerne a afetividade da mulher negra, como transposto no livro Pés na Terra e Cabeça na Lua, publicado em 2019 pela #palavracrua

Fernanda Gabriela

@fernandagabriela_

 

Fernanda Gabriela, porto-alegrense de nascimento e esteiense de coração, é formada cientista social pela UFRGS. Filha de Iemanjá e Oxalá e afilhada de Iansã, cresceu na terreira de sua avó, Mãe Sílvia de Oxalá, e nas escolas onde sua mãe trabalhava como professora. Por florescer entre livros e ritos religiosos, a jovem de 25 anos busca compartilhar suas vivências religiosas por meio da escrita. 

É autora de Filhos de Fé - histórias da terreira de minha avó, publicado pela #vivavoz

Lucas Cézar

@lucasrazec

 

Lucas Cézar é paulista, virginiano e se apaixonou pelas palavras a partir da troca de cartas com sua mãe, Ângela. Produtor, fotógrafo, iluminador, ator e atravessado pela dramaturgia, tem 22 anos e é graduando de Artes Cênicas na PUC-Rio (mas ainda está aprendendo a usar vírgulas e concordar verbos). Seu livro traz experimentos cênicos que já passaram pelo FESTU e pela Mostra Bosque PUC-Rio, discutindo também questões de gênero.

É autor de O Livro de Ontem, publicado pela #atosemcena

Thamires Maciel Vieira

@thami.maciel.v

 

Thamires Maciel tem 28 anos, é poeta, advogada e professora universitária. Graduada e Mestre em Teoria do Direito pela UFRJ, tendo atuado como professora substituta na mesma instituição. Escreve poesia desde os 6 anos. É mulher negra, no Brasil de 2020, e decidiu que seus versos ficariam no máximo no forno, jamais nas gavetas.

É autora do livro De Quina, publicado pela #palavracrua

Kaio Phelipe

@k4iophelipe

 

Kaio nasceu no Rio de Janeiro, em 1997, e já morou em Duque de Caxias, Inoã e Realengo – respectivamente, Baixada Fluminense, Região dos Lagos e zona oeste da cidade. Atualmente é graduando no IFRJ, se prepara para ser comissário de voo, é militante LGBT e membro do grupo de ativismo vegano DxE – RJ. É autor do livro de contos "Como cuidar de um girassol" (Editora Patuá, 2019) e também participou do zine coletivo "Alter Ego" (coletivo verso, 2019) - escrito por poetas do subúrbio carioca -, integrou a primeira edição da revista digital/emergencial Habitat (Artefato Edições, 2020) e possui contos nas antologias "Tudo se completa de algum jeito" (Editora Em Foco, 2018) e "Vejo cores em você" (Editora Vecchio, 2020). E, agora, vem chegando aqui para publicar uma nova obra na nossa

Para o homem descansando ao meu lado é seu primeiro romance, publicado pela #outrahistória

 
[CONHEÇA NOSSAS COLEÇÕES]

Slide5.JPG

aonde vamos?

 
 

vozes

VEM!

para autorxs

Recebemos originais de forma contínua no e-mail originais@editoranua.com.br

Respondemos a todos os envios no prazo de seis meses.

Buscamos obras que atendam às linhas editoriais descritas em nossas coleções. 

ou deixe sua mensagem para nós:

© 2019 por EDITORA NUA.